A importância do colágeno para mulheres

0
132

Com o passar do tempo é comum que a mulher note mudanças em seu corpo, que em geral acabam relacionando à idade, como perda de cabelo e flacidez da pele. No entanto, a verdadeira razão para tudo isso acontecer é a dificuldade que o corpo vai desenvolvendo em absorver colágeno, o que acaba causando uma série de sintomas, como os citados acima.

Por este motivo é que cada vez mais mulheres estão buscando tratamentos para reposição de colágeno, a fim de manter a aparência jovial e adiar alguns dos sintomas comuns que surgem pela falta de colágeno no organismo.

No entanto, você sabe o que é realmente e qual a importância do colágeno para mulheres?

O que é colágeno?

Colágeno é uma proteína muito importante, responsável por unir as células e gerar sustentação. Ele está presente na pele, tendões, cabelos, ligamentos, cartilagens, enfim, em quase todo nosso corpo.

O colágeno para mulheres é essencial não apenas para a construção, como também para a saúde do corpo. Ele que é responsável por manter uma aparência não apenas mais jovem, mas também mais saudável.

Atualmente o colágeno é muito conhecido pelos benefícios que garante para os cabelos, unhas e pele da mulher, garantindo brilho, firmeza e saúde. Além disso ele também atua nas articulações, fortalecendo as cartilagens e contribuindo para o bem-estar da mulher.

Esta importante proteína – o colágeno – é produzida pelo nosso próprio organismo. No entanto, com o passar dos anos, em média próximo aos 30, é comum que o nosso corpo passe a sofrer com a perda de colágeno, fazendo com que, em determinado momento, a quantidade que produzimos não seja mais suficiente para repor o que o nosso organismo precisa, o que acaba resultando em uma série de mudanças no corpo, na aparência e na saúde da mulher.

Importância do colágeno para mulheres

O colágeno é muito importante para o organismo da mulher e é responsável por uma série de benefícios, podendo causar prejuízos quando não existe a proporção certa que o organismo precisa.

Veja abaixo alguns benefícios do colágeno para mulheres e entenda porque é tão importante fazer a reposição desta proteína após certa idade.

  • Aumento da elasticidade da pele;
  • Fortalecimento de cabelos e unhas;
  • Combate ao envelhecimento;
  • Auxilia na saúde dos ossos;
  • Ajuda no emagrecimento;
  • Hidrata a pele;
  • Auxilia no funcionamento do sistema linfático;
  • Diminui estrias, rugas, celulite, linha de expressão, flacidez e outros.

Estes são apenas alguns benefícios do colágeno para mulher, que podem atuar diretamente na qualidade de vida, autoestima, confiança e bem-estar durante todas as idades e fases da vida, principalmente após os 30 anos.

Diminuição de colágeno: o que causa e quais os sintomas?

É comum que muitas pessoas associem a perda de colágeno com a idade. Isso não está completamente errado. No entanto, a principal causa da queda na produção de colágeno nas mulheres é a diminuição nos níveis de estrogênio, hormônio predominantemente feminino.

Isso porque a falta de estrogênio acaba afetando a distribuição das proteínas do colágeno, causando muitas mudanças, principalmente no que diz respeito a estética e saúde do corpo. Além disso, mulheres que tem o costume de fumar ou se expor muito ao sol também podem acabar tendo sua produção natural de colágeno prejudicada.

Alguns dos sintomas, ou melhor, sinais de que sua produção de colágeno está baixa podem ser notados facilmente e, na maioria das vezes, é comum que as mulheres acreditem que a razão deles estarem acontecendo se dê pela idade “estou ficando velha, é normal”. No entanto, a reposição de colágeno, na maior parte dos casos, é o suficiente para que os sintomas desapareçam ou sejam postergados, se manifestando de forma menos intensa.

As quedas constantes de cabelo, a dificuldade de deixar as unhas crescerem, pele mais flácida, baixa resistência muscular, ganho de peso, pele seca, enfraquecimento ósseo, dores nas articulações, enfim, estes são apenas alguns dos sintomas que podem ocorrer em razão da diminuição de colágeno no organismo.

Colágeno para mulheres: climatério, menopausa e pós-menopausa

O colágeno para mulheres é fundamental em todas as etapas da vida. Porém, é durante o climatério, a menopausa e a pós-menopausa que a mulher realmente começa a dar atenção para os resultados da baixa produção desta proteína, aliada aos sintomas de cada um destes períodos.

Pode ser que você esteja lendo este texto mas ainda nem sequer tenha preocupações com a chegada menopausa, pois ela pode ainda estar longe para você. Mas, no entanto, o que muitas mulheres não sabem é que há o climatério, período onde os primeiros sintomas da menopausa, ou melhor, que resultarão na menopausa, começam a se manifestar.

Estes períodos, tanto o climatério quanto a menopausa, são marcados por mudanças e alterações hormonais pelas quais a mulher está passando. Em razão destas alterações e desequilíbrios é comum que alguns sintomas acabem se manifestando e interferindo no dia-a-dia e em diversos aspectos da vida da mulher.

No entanto, alguns sintomas dos quais já falamos, como queda de cabelo e unhas quebradiças geralmente são sintomas do climatério. Ou seja, além da menor produção de colágeno no seu organismo, você provavelmente também está entrando no climatério, fase que antecede a menopausa.

Não há uma idade comum em que o climatério se inicie, no entanto, sabe-se que ele  tende a se manifestar entre 3 e 7 anos antes da menopausa. E durante estes períodos a mulher tende a sofrer com sintomas (como os que citamos, além de outros) que acabam contribuindo para que ela se sinta menos feminina, com baixa autoestima, ficando de mal consigo mesmo, não tendo vontade de se cuidar e muitos outros efeitos.

Mas e o que a pós-menopausa tem a ver com o colágeno? Bom, geralmente neste momento a mulher acaba tendo riscos maiores de osteoporose. É na pós-menopausa que a mulher tende a sofrer mais com problemas nas articulações, nas juntas e ossos, que geralmente vão ficando mais fracos.

Tanto no climatério, quanto na menopausa e na pós-menopausa o colágeno para mulheres é fundamental e de extrema importância. Portanto, pensar em alternativas naturais ou até mesmo em um tratamento para reposição de colágeno pode ser bem importante para você.

Como repor colágeno de forma natural?

O colágeno para mulheres é importante por diversos motivos e está diretamente ligado a sensação de bem-estar consigo mesma e também com a saúde. O lado bom é que, embora nosso corpo não consiga, a partir de uma certa idade, produzir colágeno suficiente para o organismo, há uma série de maneiras naturais que podem ajudar a repor esta importante proteína.

No entanto, antes de falarmos sobre formas naturais de repor colágeno, é importante deixarmos claro que há diferentes tipos de colágeno e não é qualquer tipo que pode servir para resolver o seu problema. Confira abaixo os tipos de colágeno para mulheres que são oferecidos no mercado e, antes de iniciar um tratamento, converse com o seu médico para saber o tipo adequado para o seu organismo.

Tipo I: este é o tipo de colágeno mais abundante no corpo. É muito indicado para a saúde de cabelos, unhas e melhora na elasticidade e resistência da pele. Ele pode ser ingerido através de diversas proteínas como feijão, peixes, ovos, soja e outros.

Tipo II: está presente nas cartilagens. A reposição deste tipo de colágeno é indicado especialmente para atletas e demais praticantes de esportes de alto rendimento, pessoas com problemas nas articulações, com artrose ou problemas nas cartilagens.

Desnaturado: o colágeno desnaturado consistente na digestão de algumas proteínas através de processos químico, térmicos e enzimáticos. Uma das formas mais comuns e conhecidas é a gelatina.

Hidrolisado: o colágeno hidrolisado é quando, após ele ser desnaturado, ele ainda passa pelo processo de hidrólise, onde é fragmentado em partículas menores que torna mais fácil a absorção e aproveitamento pelo organismo. Ele pode ser encontrado tanto em pó quanto em cápsulas.

Onde encontrar colágeno?

Você pode encontrar colágeno de diferentes formas:

Cápsulas: uma das formas mais fáceis e rápidas de consumir o colágeno, ingerida com base na quantidade estipulada pelo próprio fabricante.

Sachê: cada sachê costuma vir com uma dose diária recomendada para o organismo e o pó geralmente pode ser misturado com água ou suco. Além disso, é comum que eles auxiliem na perda de peso, promovendo maior saciedade.

Barra de cereais: há produtos como barra de cereais e granolas que ajudam a complementar a dose de colágeno diária no organismo.

Estes são alguns lugares onde você consegue encontrar doses extras de colágeno para complementar a sua dose diária. No entanto, ainda há uma série de alimentos naturais que também podem te ajudar a aumentar seu nível de colágeno de forma saudável.

12 alimentos que ajudam a repor o colágeno

Confira 12 alimentos que você pode inserir no seu dia-a-dia para conseguir mais colágeno no corpo. Além disso, converse com o seu médico sobre demais medidas que você pode adotar para contribuir para a produção desta importante proteína.

Carnes são fontes de proteínas e estimulam a produção de colágeno.

Ovos possuem proteína e contribuem para o aumento da produção de colágeno.

Aveia contém silício, importante nutriente para a formação de colágeno.

Alimentos a base de soja possuem genisteína e aceleram a produção de colágeno, além de bloquear enzimas que promovem o envelhecimento da pele.

Alho possui compostos capazes de reconstruir as fibras de colágenos e também enxofre, elemento importante para a formação de colágeno no corpo.

Ostras possuem zinco, mineral essencial na formação de colágeno.

Gelatina além de gerar saciedade e poder contribuir para a perda de peso, também é rica em colágeno, fazendo bem para unhas, cabelo e pele.

Amêndoas, castanhas e nozes são fontes de vitamina E, importante para a formação de colágeno, além de auxiliar na vitalidade da pele.

Frutas cítricas como a laranja e limão contém vitamina C que contribuem para a formação de colágeno.

Frutas vermelhas como morango e amora também contém vitamina C e flavonoides, que combate o envelhecimento e os radicais livres (grandes causadores da diminuição de colágeno no organismo).

Vegetais alaranjados, como cenoura, são fontes de vitamina A, capaz de restaurar e também regenerar o colágeno danificado.

Vegetais verde-escuro como brócolis e espinafre ajudam na formação de colágeno e combatem o envelhecimento precoce.

Estas são 12 dicas de alimentos que podem te ajudar a repor, regenerar e contribuir para uma maior produção de colágeno no seu organismo. No entanto, é importante estar atento ao que você pode ou não ingerir e fazer isso com base em uma dieta saudável. Você também pode consultar o seu médico e conseguir mais dicas e sugestões.

Quando devo consumir colágeno?

A reposição de colágeno para mulheres é indicada após os 30 anos, considerada essencial após os 40. O motivo é que, após determinada idade, os níveis de colágeno começam a cair mais rapidamente e a sua produção vai ficando comprometida.

No entanto, assim que você sentir que alguns sintomas estão se tornando frequentes, como a queda de cabelo, unhas fracas e pele ressecada, pode ser o sinal para dar início a reposição de colágeno.

Caso você tenha dúvidas consulte o seu médico e peça mais instruções.

- Adquira Já -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here