Está passando por coceira na menopausa? Vou te contar como resolvi!

0
791

Os sintomas da menopausa são velhos conhecidos das mulheres, no entanto o que é abordado sempre são os mais comuns, como: os fogachos, o suor, o ganho de peso e a queda de cabelo.

A impressão que sempre me deu é que todas nós só iriamos sentir eles e mais nada, porém, em meu caso, eu nunca apresentei nenhum quadro desses sintomas. Tanto que, levei meses até me dar conta de que eu estava apresentando um sintoma da menopausa, acredita?

Resolvi então, escrever esse relato para que mais mulheres, assim como eu, entendam que a menopausa irá acontecer na vida de todas, porém os sintomas irão variar de organismo para organismo.

Você já ouviu falar de coceira na menopausa?

Sabia que ele também é um sintoma?

Pois é, eu só descobri isso há 5 anos, quando eu já passava por mais de 2 anos sofrendo com ele, mas eu vou te explicar certinho como tudo aconteceu na minha vida.

Coceira é um sintoma da menopausa?

coceira também é um sintoma da menopausa

Meu nome é Fátima Marcondes e tenho, hoje, 56 anos. Já estou no período de menopausa há pouco mais de 10 anos. Comecei a sentir os primeiros sintomas quando acabava de completar 45 anos, mas por nunca apresentar os que eram tradicionais, achei que estava blindada desse mal.

Sempre soube que teria que enfrentar as mudanças no organismo nesse período e sabia que seriam tempos difíceis, pois minhas amigas já me relatavam sobre o suor excessivo, as ondas de calor durante a madrugada e, até mesmo, o mau humor que as assombravam todos os dias.

Só que nunca ninguém tinha me falado sobre coceiras na menopausa e, para minha surpresa, ele foi um dos principais sintomas que eu tive.

Eu procurei por dermatologistas, fiz teste alérgico, parei com todos os meus cremes, perfumes e desodorantes. Também, cortei alimentos que poderia estar apresentando algum tipo de intolerância como derivados do queijo, do leite e até mesmo produtos com glúten eu cortei, mas nada parecia resolver.

Você pode estar querendo me perguntar se eu não liguei uma coisa à outra, não é mesmo? Confesso a você que não… Eu ainda menstruava com certa regularidade, não era mais com ciclos perfeitos de 28 dias, porém ainda vinha. O que eu comecei a sentir foi um ressecamento da pele muito grande, mas atribui isso a pausa que dei em cremes e relacionados.

A sensação que eu tinha era que haviam pequenos insetos andando em mim, como se formigas minúsculas estivessem por baixo da minha pele, se movimentando sem parar. Isso acontecia em toda a extensão do meu corpo.

Confesso que era desesperador e por não achar uma solução, cheguei a procurar um psiquiatra, pois eu achei que fosse algum devaneio da minha cabeça.

Causas da coceira na menopausa

coceira na menopausa

Depois de muito pesquisar na internet, eu descobri que algumas mulheres sofriam do mesmo mal que eu, porém as informações sobre esse assunto eram tão limitadas que eu não consegui entender quase nada.

Eu vi uma esperança de resolver o problema, mas eu iria precisar de ajuda de um profissional que fosse especialista em menopausa, acreditei que só ela pudesse esclarecer minhas questões e me ajudar com um tratamento para coceira na menopausa.

Comecei a procurar por esse tipo de médico, mas vi que os que atendiam pelo meu convênio, nenhum iria me ajudar.

Até que, em uma matéria da Globo, no Programa Bem-Estar, Dra. Carla Nunes falou sobre questões relacionadas à menopausa ao vivo e mostrou uma expertise muito interessante sobre o assunto.

Eu precisava de uma consulta com ela, pois tinha a certeza de que ela sim seria capaz de me ajudar!

Descobrindo o tratamento para coceira na menopausa

Consegui marcar uma consulta com Dra. Carla e fiquei bastante ansiosa para o dia grande dia. Teria que esperar 2 semanas até que ele chegasse.

As crises de coceira estavam ficando cada vez mais intensas e eu chegava a machucar a pele de tanto que eu passava a unha. Era algo desesperador.

Chegando o dia marcado, sai cedo de casa, pois não queria correr o risco de perder.

Fui atendida muito bem pela doutora e logo que contei sobre as coceiras, ela me esclareceu que era sim um sintoma da menopausa. O que me disse foi que era um sintoma menos comum, mas que poderia acontecer com todas as mulheres, pois a pele fica muito ressecada.

Para tratar isso, ela me deu 2 opções:

  1. A reposição hormonal conhecida como TRH;
  2. Um tratamento natural à base de amora.

Quando ela me deu as duas opções, em um primeiro momento, logo pensei na reposição hormonal, já que era o que mais tinha lido. Porém, ela foi muito paciente em me explicar seus riscos e efeitos colaterais.

Ela me disse que algumas mulheres têm alto risco de desenvolver câncer de mama, principalmente aquelas que fazem a reposição com base em estrogênio.

Confesso para vocês que fiquei muito assustada e cheguei a pensar que era melhor encarar as crises de coceira do que uma quimioterapia.

O tratamento 100% natural

Vendo a minha cara de assustada, Dra. Carla logo começou a falar do tratamento natural com um suplemento chamado AmoraLife. Me contou que mais de 47 mil mulheres já tinham usado e aprovado.

Ela me contou que as propriedades da amora eram excelentes para o tratamento de diversas doenças, porém para os sintomas da menopausa, os resultados eram surpreendentes.

Eu resolvi testar e, hoje, já faz mais de 2 anos que faço o tratamento com Amora Life. Posso te garantir que minha vida mudou por completo. 2 meses depois de iniciar, eu já vi as crises de coceira diminuir em mais de 40% e com o passar das semanas, elas sumiram.

Se você está passando pelo mesmo problema que eu já passei e não sabe como solucionar, aposte no poder de AmoraLife!

Peça já o seu!

- Adquira Já -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here