Alimentação na menopausa – 6 alimentos que NUNCA podem faltar no seu cardápio!

0
14694

Que a menopausa é uma fase muito difícil, todas nós sabemos, mas só quem passa na pele os incômodos sintomas que ela causa, consegue descrever o que é viver com eles diariamente.

Meu nome é Vera, tenho 47 anos, e há 3, eu tenho enfrentado bravamente todos os sintomas que a menopausa causa. Por muito tempo, achei que estava condenada a viver com eles por toda a minha vida, até que através de pesquisas, descobri que cuidando da minha alimentação na menopausa eu poderia combater e amenizar os sintomas sentidos.

Já quero te avisar que você pode ficar bem tranquila quanto à isso, a alimentação na menopausa não tem nada de extraordinário ou impossível de ser encontrado. Ela é apenas a combinação de elementos corretos, que vão dar os nutrientes necessários ao organismo, garantindo o alívio dos sintomas.

Você já deve saber, mas a menopausa não é uma doença e, sim, uma fase transitória que o organismo feminino passa, por esse motivo, não existe cura!

O que talvez, você não saiba é que existe uma alimentação na menopausa que te ajudará a passar por essa fase de forma mais tranquila e com menos incômodos causados pelos sintomas.

Quer conhecer qual é? Então, venha comigo!

Alimentação na menopausa com soja

alimentação na menopausa

A soja é um dos alimentos mais ricos que existem. Ela é rica em isoflavona que é uma versão natural dos hormônios existentes no organismo feminino, principalmente, o estrogênio.

Diversos estudos já verificaram as propriedades da soja e como elas contribuem para a diminuição dos sintomas da menopausa, principalmente, os conhecidos fogachos.

Posso te confessar que desde que comecei a comer mais soja, essas ondas de calor terríveis diminuíram em mais de 30%.

Pelo que entendi, essa substância chamada isoflavona age no organismo de uma forma reguladora, onde acaba incentivando que o nosso organismo produza mais hormônios, com isso, os níveis ficam próximos dos ideais.

E mais, a soja é muito rica em fibras, lipídios e é uma enorme fonte de proteína, além das vitaminas e minerais. Então, vai muita além do combate aos sintomas da menopausa, te ajuda a prevenir milhares de doenças.

Uma recente pesquisa publicada pela Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia comprovou que as isoflavonas interferem diretamente na qualidade de vida da mulher, principalmente, no período de pós-menopausa.

Você deve estar em dúvida de como consumir a soja, não é mesmo? Eu passei por isso…

É possível consumir a soja pura ou em seus derivados, como o Tofu, o leite de soja, farinha de soja, misso, edamame, entre outros.

Alimentação na menopausa com linhaça

Quando o assunto é a linhaça e sua contribuição para uma alimentação na menopausa, sua importância é gerada por uma substância chamada lignana. Pelo que sei, ela também tem uma funcionalidade bem parecida com o estrogênio e justamente por isso, é capaz de ajudar com a diminuição dos sintomas.

Em minhas pesquisas, descobri que a lignana é um tipo de fibra insolúvel ao nosso organismo e contribui muito para a regulação do intestino, além de ajudar a combater micro-organismos. Ficou comprovado através de pesquisas que ao consumir linhaça diariamente, há uma diminuição bastante significativa do colesterol ruim.

A forma de consumo pode ser a mais variada possível: através de alimentos como cereais, feijão, farelo de cereais e etc. Ou então, em cápsulas que são vendidas em farmácias ou drogarias de produtos naturais.

Leite para uma Alimentação na menopausa

cuide a alimentação na menopausa

Mulheres na menopausa, assim como eu estou, tem maiores chances de desenvolverem problemas ligados à massa óssea, isso porque a redução dos níveis de estrogênio afetam diretamente os ossos.

Para quem não sabe, a osteoporose é uma sequela frequente da menopausa. Ocorre muita dor nas juntas e uma sensibilidade altíssima. O risco de fraturas também aumenta muito.

Uma das formas de prevenir que tudo isso aconteça é o aumento do consumo de vitamina D e também, de cálcio. Ambos são encontrados no leite e seus derivados. A recomendação é que, durante a fase da menopausa, consuma-se de 1.000 a 1.500 mg de cálcio todos os dias.

Além do leite, você encontra ambos em legumes, sardinha, em alguns tipos de frutos do mar, salsão, na couve e no espinafre.

Os peixes são importantes dentro da Alimentação na menopausa

Um alimento que não pode faltar para as mulheres na menopausa são os peixes, pois são uma das fontes naturais de vitamina D.

Em peixes como o atum, o salmão, a sardinha e o arenque, os níveis dessa vitamina D são altíssimos. Além da ingestão, é possível fazer com que o próprio organismo a produza, basta tomar sol todos os dias.

A recomendação de especialistas é o consumo de 400-800 UI/ ao dia para prevenir o surgimento da osteoporose. Pessoas acima de 65 anos, principalmente, as mulheres, precisam redobrar os cuidados de consumo.

A vitamina D favorece a formação óssea e facilita a absorção intestinal do cálcio – por isso, sua deficiência pode favorecer o surgimento da osteoporose.

Chocolate amargo na Alimentação da menopausa

Certamente, você já deve ter ouvido falar dos benefícios do chocolate amargo para saúde, não é mesmo? Seja para pessoas que estão fazendo dieta, seja para idosos e também para pessoas na menopausa, ele é bastante útil.

Ao comer um chocolate, o corpo é estimulado a produzir serotonina, hormônio ligado ao prazer. Para mulher na menopausa, isso é muito importante para ajudar no combate à depressão e a ansiedade.

Esse mesmo estímulo ocorre ao consumir banana, leite, sementes de aboboras e mais alguns tipos de alimentos.

Amora, importante dentro da Alimentação na menopausa

Por fim, não poderíamos deixar de citar a amora. Já há diversos produtos no mercado que são fabricados a base de extrato de amora, afinal, ficou comprovado que ela é o melhor remédio natural contra os sintomas da menopausa.

O grande motivo da amora ser tão eficiente é a combinação perfeita entre magnésio, ácido láctico, cálcio e os aminoácidos.

Confira os 5 benefícios da folha de amora para equilíbrio hormonal

Pode não ser tão fácil encontrar os frutos ou as folhas, dependendo da sua região ou da época do ano. No entanto, é possível encontrar com extrema facilidade cápsulas de amora.

AmoraLife é um exemplo. 100% natural e com propriedades inteiramente preservadas. Conheça mais informações aqui!

Gostou das dicas sobre alimentação?

Aproveite!

- Adquira Já -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here